Você sabe o que é aging list e como ajuda na gestão da inadimplência? Primeiramente, considere uma dívida em aberto como uma bomba-relógio. Quanto mais o tempo passa, maiores são os riscos de uma explosão, ou seja, de que o seu negócio registre prejuízo.

É necessário, então, usar ferramentas para “desarmar” essa bomba a tempo de preservar a saúde financeira da empresa. Nesse ponto, a aging list representa uma grande aliada. Saiba agora o que é, qual a diferença em relação ao fluxo de caixa, como funciona, os seus benefícios e como elaborar uma!

O que é aging list?

Aging list, em tradução livre do inglês, significa “lista de envelhecimento”. Calma, não se trata de uma relação de amigos e parentes que já passaram dos 65. Na verdade, ela consiste em apenas listar as vendas que sua empresa fez cujos pagamentos ainda não foram creditados.

Qual a diferença em relação ao fluxo de caixa?

“Ora, mas se for assim, então é o mesmo que controlar o fluxo de caixa”. Pode até ser, mas aqui você deve concordar que existe uma diferença básica. No fluxo de caixa, entram todas as entradas e saídas financeiras da empresa. Na aging list, só são computadas as contas em aberto, ou seja, valores que ainda estão por creditar.

Como funciona na prática?

Na prática, trata-se de uma relação em que as contas a receber são categorizadas em ordem cronológica, por isso o termo “aging”. Quanto mais o tempo passa, mais essas contas envelhecem, o que pode exigir da empresa ações mais urgentes ou não.

Quais os seus benefícios?

Uma aging list bem organizada e atualizada é uma tremenda mão na roda. Com ela, as estratégias e ações de cobrança são melhor formatadas, levando em conta o tempo da dívida em aberto. Veja na sequência outras vantagens de sua aplicação!

Previsão das necessidades

Com as contas a receber listadas por ordem cronológica, é possível antecipar cenários e projetar até mesmo o capital de giro a tempo de adequar o orçamento.

Auxílio no controle da inadimplência

Altas taxas de inadimplência representam uma séria ameaça. Afinal, além dos valores que deixam de entrar, a quantidade de devedores dificulta a organização da cobrança. A aging list ajuda nesse sentido ao fornecer uma visão panorâmica da situação.

Facilidade na tomada de decisão

O que fazer quando uma ação de cobrança não surte efeito? De quanto em quanto tempo devo cobrar um inadimplente? São questões que exigem uma decisão e, com uma lista, fica mais fácil saber o que priorizar e o que pode ser deixado para depois.

Eficiência na gestão financeira

Quanto mais eficazes são as estratégias de cobrança, mais recursos entram e, sendo assim, a parte financeira agradece.

Identificação de falhas

A inadimplência é um gargalo por onde as receitas da empresa escoam. A aging list ajuda a identificar por onde o dinheiro está saindo.

Visão do desempenho da empresa

Uma aging list é, ainda, um bom indicador de performance. Se ela está enxuta, sinaliza que as receitas estão entrando. E se estiver muito extensa, indica que as vendas não estão gerando os recursos esperados.

Como elaborar uma aging list?

A elaboração de uma aging list é bastante simples, a depender do tamanho da empresa e da quantidade de inadimplentes. Uma dica é optar por um software de gestão que permita elaborar a lista, mas, na falta de um, você pode construir uma planilha. Nela, disponha dados como:

  • despesas;
  • receitas;
  • fornecedor/cliente;
  • forma de pagamento;
  • data de vencimento;
  • data para cobrança.

Aprendeu o que é aging list? Trata-se de uma excelente ferramenta para gestão da inadimplência, concorda? Repare que você pode categorizar tanto despesas quanto receitas. Logo, se desejar, inclua também as próprias contas em aberto para ajudar a otimizar o seu controle financeiro.

Gostou do artigo? Então, aproveite a visita e veja, agora mesmo, como evitar os 4 erros mais comuns no fluxo de caixa!

APTC Contabilidade
Autor

Tudo sobre contabilidade.

Escreva um comentário