A importância do orçamento empresarial está em ser, fundamentalmente, um instrumento de controle. Segundo o Sebrae, no Brasil, boa parte das empresas fecha precocemente por não conhecerem seus mercados, e isso tem a ver com a falta de um orçamento. Por isso, quanto mais preciso, menos riscos. 

Nesse sentido, contar com um orçamento feito sob medida ajuda muito em diversos aspectos decisivos para o sucesso de um negócio. Veja nos próximos tópicos o significado dessa ferramenta e como aplicá-la em seu dia a dia. 

O que é um orçamento empresarial? 

Um orçamento empresarial serve, em essência, como um limitador dos custos que a empresa terá ao longo de um período. Dessa forma, ela se previne do endividamento que é causado pela falta de capital de giro para manter a “máquina” funcionando e sempre lucrativa.

Quais os tipos de orçamento mais utilizados?

Um orçamento é importante, ainda, em função da sua aplicabilidade em diferentes contextos. Ou seja, existem diversos formatos, dos quais destacamos os orçamentos do tipo:

  • ajustado — usado para projetar orçamentos em longo prazo e submetido a ajustes periódicos;

  • fixo — mais indicado para delimitar despesas fixas, já que não pode ser modificado;

  • por desempenho — o orçamento é montado de acordo com a performance em períodos anteriores.

Quais as finalidades e benefícios em usá-los?

Pelos exemplos destacados anteriormente, pode-se perceber que há muitas maneiras de se elaborar um orçamento, certo? De qualquer forma, independentemente do tipo, todos eles servirão como uma referência na hora de alocar os gastos e antecipar receitas. Além disso, há benefícios diretos para o negócio em termos de controle e diminuição de riscos e incertezas. Veja quais são.

Identifica os custos 

A função básica e que define a importância do orçamento empresarial é identificar todas as despesas que a empresa tem ao longo de um período. Dessa forma, ele deve ser elaborado tendo em conta sazonalidades, eventos e datas que influenciem o faturamento como um todo.

Ajuda a definir metas de vendas 

Você gostaria de vender mais ou ter metas mais ousadas, mas, para isso, deverá arcar com os custos correspondentes, concorda? Ou seja, para ter mais receitas, serão necessários investimentos em marketing, vendas e pessoas. Todos esses custos, por sua vez, podem ser previstos em seu orçamento.

Antecipa entradas e saídas

Controle é fundamental para que os bons resultados sejam contínuos. Nesse aspecto, é o orçamento que vai garantir que todas as entradas e saídas de recursos financeiros sejam conhecidas.

Melhora o processo de tomada de decisão

Não se pode decidir o que fazer sem informação. Por isso, a primeira fonte de consulta antes de agir é o orçamento, que poderia, até, ser chamado de seu melhor conselheiro. Afinal, ele jamais mente ou omite a verdade.

Como fazer um orçamento empresarial?

Comece montando seu orçamento seguindo um passo a passo básico:

  • identifique todos os custos fixos da empresa, que consistem em contas que não variam com o tempo. Exemplo: contas de água, luz e internet, prestações e salários;

  • colete dados de orçamentos anteriores e, caso não os tenha, por ser uma empresa nova, pule para o próximo passo;

  • faça projeções das vendas com base nos custos que cada produto gera e as receitas esperadas;

  • projete, em seguida, suas despesas variáveis, ou seja, aquelas que mudam conforme você produza mais ou menos;

  • faça, ainda, a projeção de custos com mão de obra, bem como os gastos a ela associados como comissões, encargos e em processos seletivos.

Para essas tarefas, procure contar com um software de gestão ou, na falta de um, use uma planilha do Excel ou Google. Agora que você sabe como fazer e conhece a importância do orçamento empresarial, é hora de arregaçar as mangas e fazer acontecer. Então, pronto para encarar o desafio?

Não deixe de compartilhar este artigo em suas redes sociais e ajude quem precisa. Informação dividida é sempre bom para todo mundo!

APTC Contabilidade
Autor

Tudo sobre contabilidade.

Escreva um comentário